A ansiedade e o sofrimento: parte 2

Fonte da imagem: https://www.google.com.br/url?sa=i&source=imgres&cd=&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwjcns_s44XnAhUcHLkGHWshBKIQjRx6BAgBEAQ&url=https%3A%2F%2Fwww.vix.com%2Fpt%2Fsaude%2F580533%2Fcomo-lidar-com-a-ansiedade-psiquiatra-revela-o-que-ele-mesmo-faz-na-vida-pessoal&psig=AOvVaw1CBmAVC3agx7PmLrf0e7eT&ust=1579183635988427

O transtorno de ansiedade é um sofrimento que vai além das dificuldades com a organização da rotina. É bem mais sério! Isso porque dentro do transtorno de ansiedade, são considerados outros transtornos que possuem as mesmas características de medo e ansiedade, bem como perturbações de comportamento, conforme explica o manual utilizado para diagnóstico de transtorno mentais – DSM 5.

Simplificando os comentários do manual, o medo é uma resposta que se refere a uma ameaça que se percebe e a ansiedade está associada a uma ameaça futura. Enquanto o medo remete à uma possibilidade de fuga, a ansiedade diz respeito a uma tensão e comportamento de esquiva.

Muitas vezes medo e ansiedade se sobrepõem e podem resultar em algo mais grave que é o ataque de pânico. Interessante saber que há diferentes transtornos de ansiedade. No caso da fobia social, por exemplo, é a situação em que a pessoa sente que seu comportamento está sendo avaliado.

Há o transtorno de ansiedade que decorre de medicamentos/substâncias. Outro refere-se  à separação de figuras de apego. O transtorno de pânico, tem como característica um medo intenso. Nos casos de agorafobia, a pessoa opta pelo isolamento. No transtorno de ansiedade generalizada a pessoa se sente com os nervos à flor da pele. Assim, o transtorno de ansiedade é complexo, todavia, o presente texto foi elaborado em razão de os psicólogos receberem na clínica, pacientes que se queixam do comportamento de familiares e amigos que desqualificam o sofrimento, aprofundando e agravando ainda mais a saúde mental da pessoa com transtorno de ansiedade.

A avaliação psiquiátrica e a medicação são cuidados que melhoram o quadro, bem como o tratamento psicológico para a pessoa lidar com sua rotina.  

                                                                                          Dr. João Palma Filho

                                                                                                Psicólogo – CRP 146.528

Publicado no jornal Regional News edição 1492 de 10 janeiro 2020

Total Page Visits: 137 - Today Page Visits: 3
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
YouTube
Instagram
Open chat
1
Olá! Agradecemos por estar aqui. Como podemos te ajudar?