Um hospital de retaguarda diferenciado – Parte 4

Na última semana, comentamos sobre a melhoria da qualidade das relações familiares norteadas pela excelência da comunicação e como ela promove o desenvolvimento humano. Vamos ampliar um pouco mais.

Quando a pessoa recebe um diagnóstico de câncer, a família sofre um impacto e ocorrem mudanças nas relações interpessoais, porque envolve o estilo de vida, os planos em família os comportamentos e o campo emocional das pessoas. Trata-se de uma dinâmica familiar que deve responder à complexidade do câncer, buscando recursos no seu ambiente e estabelecendo todo um conjunto de novas relações. Assim, por exemplo, após o diagnóstico a pessoa passa a percorrer ambientes para atendimento no campo da saúde, que frequentemente não integravam o quadro de suas preocupações.

A família cuidadora deve, portanto, ter melhores condições para transitar nesses ambientes. Estamos falando no desenvolvimento de iniciativas com um saber necessário para o tratamento da pessoa com câncer. Esse saber decorre de um sentimento de empoderamento que vai sendo construído nos atendimentos e nas atividades desenvolvidas juntamente com a equipe técnica do HEFC, tendo como objetivo oferecer excelência para o desenvolvimento humano do assistido na multiplicidade de ambientes de suas relações.

Equipe Técnica do HEFC

Total Page Visits: 53 - Today Page Visits: 1
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
YouTube
Instagram