Crise de ansiedade

Podemos encontrar pessoas próximas em crise de ansiedade e, de algum modo, podemos colaborar para que ela consiga se sentir melhor. A pessoa em crise de ansiedade está com receios e, de certa forma desorganizada diante da avalanche de cenários que imagina possíveis de acontecer. Então, é viável auxiliar escutando, pacientemente, sem se preocupar em aconselhar.

Isso porque, enquanto se elabora um conselho deixa-se de escutar, ou escuta-se fragmentos do que o outro disse. Além disso, o conselho gera mais dúvidas, porque o ansioso tentará justificar suas ideias. Outra situação é entrar em confronto, isso é muito grave, porque a pessoa que está em crise tentará demonstrar o que é importante para ela, aumentando a ansiedade e o clima de divergência vai se instalando. Então, o melhor é escutar, deixar o outro acalmar-se, sem proferir qualquer discurso.

A colaboração pode ser muito significativa demonstrando acolhimento e consideração pelo outro, do que discutir providências. Quando a pessoa se sente acolhida, geralmente isso tem um efeito benéfico e, então, ela vai se reorganizando. Desse modo, surge condições para avaliação dos desafios enfrentados. Portanto, há um momento para esse diálogo, estabelecer prioridades e desenvolver ações com melhores resultados.

Dr. João Palma Filho
Psicólogo – CRP 146.528
Matéria publicada no jornal Regional News, edição n°1573

Total Page Visits: 257 - Today Page Visits: 1
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
YouTube
Instagram
Open chat
1
Olá! Agradecemos por estar aqui. Como podemos te ajudar?