O cuidador informal de pessoa com câncer

A pessoa que cuida de seu familiar, com diagnóstico de câncer, geralmente denominamos cuidador informal. O ambiente familiar é onde se estabelecem relações importantes, que influenciam a todos, num sentido bidirecional, conforme a Psicologia Sistêmica.

Isso significa que o campo emocional levado em consideração abrange a todas as pessoas de convívio, porque todos sofrem de alguma maneira. Assim, o cuidado compreendido em sua abrangência deve envolver, também, os cuidadores com o objetivo de conseguirem proporcionar a melhor qualidade de vida à pessoa com a doença.

À essa ampliação das condições de atuação denominamos empoderamento e integra uma maneira de se compreender o tratamento da pessoa com câncer.

Dr. João Palma Filho
Psicólogo – CRP 146.528
Publicado no jornal Regional News, edição n°1635

Total Page Visits: 810 - Today Page Visits: 1
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
YouTube
Instagram
Open chat
1
Olá! Agradecemos por estar aqui. Como podemos te ajudar?