Tempos de perdas e o aprendizado

Muitas pessoas podem afirmar que perderam muito nesse ano de 2020, partiram pessoas amadas, estão sem trabalho e ampliaram o desânimo. A coragem de muitas pessoas parece ter fugido para um local distante. A contaminação social propagada pelos pensamentos negativos produzem efeitos nocivos na vida das pessoas tão ameaçadores quanto a própria doença. São pensamentos que ficam ruminando, dia e noite. Todavia, as possibilidades de vida insistem e persistem, apesar das adversidades. É necessário tomar os cuidados, entretanto, cabe tomar as rédeas da própria vida, relembrar a coragem que se teve em inúmeras oportunidades e te fazem essa pessoa com condições de provocar mudanças em si mesmo.

Lembre das ligações afetuosas com outras pessoas. Sentir que alguém se preocupa consigo é um suporte muito significativo, um verdadeiro apoio nos momentos difíceis. Esse apoio pode ser de mãe, pai, filhos, parentes, amigos, entre outros. Se alguém muito querido partiu, importa lembrar o quanto foi significativo ter essa pessoa perto de si, ainda que por breve momento e isso pode fazer sentir-se premiado pelo convívio, ao invés de fixar-se na perda. Essas pessoas especiais incentivam a coragem para agir no mundo, e sabem que o germe dessa coragem está presente nas pessoas de seu afeto.


Dr. João Palma Filho
Psicólogo – CRP 146.528

Esta matéria está disponível na edição 1538 do jornal Regional News.

Total Page Visits: 575 - Today Page Visits: 1
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
YouTube
Instagram
Open chat
1
Olá! Agradecemos por estar aqui. Como podemos te ajudar?