A persistência frente ao tratamento de câncer

A persistência frente ao tratamento de câncer

Quando falamos em tratamento de doença independente daquelas de menor gravidade, crônicas ou alta gravidade como alguns diagnósticos de câncer, logo podemos imaginar o sofrimento e a dor que um paciente pode passar em meio a todo esse processo desde procedimentos cirúrgicos, pós cirúrgicos e medicamentoso.

Existe nesse meio um grande detalhe, o estabelecimento de uma rotina de acordo com a realidade de cada paciente e junto a essa rotina a persistência de seguir corretamente todas as prescrições e orientações da equipe multiprofissional de saúde. Se deparar com um diagnóstico de pequena a alta gravidade não consiste somente em realizar tratamento medicamentoso, a saúde é composta por um conjunto de fatores, como, emoções, alimentação, lazer, atividade física e realização pessoal. Diante dessa realidade é possível afirmar que umas das maiores dificuldades ou até sofrimento dos pacientes com câncer é a de estabelecer uma renovada rotina persistindo no tratamento orientado pela equipe de saúde.

É muito difícil quando estamos acostumados em um ritmo de vida de alguma maneira confortável conforme nosso modo de ser e existir no mundo, se deparar com uma mudança repentina de costumes em todos os sentidos.

Sendo assim, é necessário um olhar de transformação persistente assumindo o nosso papel de protagonista frente ao tratamento da doença.

Ligia Guilhermina da Silva

Psicóloga e Responsável Técnica da Psicologia HEFC

CRP 06/125146

Total Page Visits: 722 - Today Page Visits: 1
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
YouTube
Instagram
Open chat
1
Olá! Agradecemos por estar aqui. Como podemos te ajudar?