A comunicação dentro do lar: como está?

Nestes tempos de isolamento as relações interpessoais dentro do lar passam por novas considerações. Observa-se, de um lado, comportamentos reprováveis e difíceis. Mas, por outro lado, há famílias que aprimoraram suas relações interpessoais. Há uma abordagem em psicologia, denominada sistêmica, que entende a família como um conjunto de relações que deve propiciar a comunicação. Pode-se exemplificar comparando a um circuito elétrico, cuja interrupção da energia que transita pelo sistema, prejudica o seu funcionamento. No conjunto de relações interpessoais dentro do lar a comunicação é comparável a energia elétrica.

A qualidade da comunicação, norteada pelo diálogo sincero, construtivo, amoroso, favorece a construção de um percurso desejável. Durante a convivência de um casal surgem inúmeras chances de se construir uma convivência harmoniosa. O momento atual pode significar melhores condições para o convivio no lar, porquanto as dificuldades das mais diversas naturezas, estão manifestas no mundo.

A união e o compartilhamento de ideias, norteado pela excelência da comunicação, oferecem condições para manifestar a luz dentro de cada um e de todos no lar. Lembra do circuito que comentamos anteriormente? Só é possível ascender lâmpadas num circuito, se a energia fluir adequadamente.

Dr. João Palma Filho
Psicólogo – CRP 146.528

Matéria publicada na edição 1546 do jornal Regional News.

Total Page Visits: 242 - Today Page Visits: 1
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
YouTube
Instagram
Open chat
1
Olá! Agradecemos por estar aqui. Como podemos te ajudar?