Saúde mental e a prevenção do câncer feminino

As campanhas de prevenção e diagnóstico precoce alertam sobre os cuidados com a própria saúde e despertam a necessidade de realizar exames diante da possibilidade de detectar o câncer na fase inicial, aumentando as chances de sucesso no tratamento.

Um tema importante diz respeito à informação acerca dos fatores que aumentam o risco de desenvolver a doença, ampliando o quadro de medidas de prevenção. Essas medidas estão associadas ao autocuidado, referindo-se, portanto, à qualidade de vida e saúde mental. Além disso, nas ocorrências de um quadro de hereditariedade, os riscos de desenvolver câncer são maiores, exigindo o atendimento das recomendações médicas para exames de acompanhamento.

Então, quando se verifica que uma pessoa amiga não tem o autocuidado por conta de tristeza ou um quadro depressivo, por exemplo, torna-se importante o apoio para que recorra aos serviços. Muitas vezes, as redes sociais podem contribuir para que se verifique o grau de importância do autocuidado para outra pessoa.

Podemos compreender o descuido com a própria saúde como um sintoma de que, apesar de afirmar que tudo vai bem, há uma desorganização do mundo interno. Desse modo, não deixe de indagar as pessoas mais próximas acerca do autocuidado, com o fim de auxiliar para a busca de providências, quando necessário.

Dr. João Palma Filho
Psicólogo – CRP 146.528
Matéria publicada no jornal Regional News, edição n°1580

Total Page Visits: 60 - Today Page Visits: 1
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
YouTube
Instagram
Open chat
1
Olá! Agradecemos por estar aqui. Como podemos te ajudar?