A dependência exagerada do outro

Há pessoas que buscam no outro, atenção e orientações para seguir na vida, criando um profundo laço de dependência. Estamos falando dos casos em que outra pessoa passa a ter uma profunda atuação no relacionamento, ao invés de se estabelecer um convívio em que prevaleça a compreensão e o respeito.

No início do relacionamento, as pessoas dependentes se mostram satisfeitas quando veem suas necessidades atendidas e depositam, então, mais credibilidade, recorrendo a conselhos, opiniões, empoderando outra pessoa a cada dia. O problema é que surgem decepções, quando se descobre que essa pessoa não possui as respostas que se deseja. Mas, há situações mais complexas e graves.

Isso ocorre quando a dependência se torna um convite para relações abusivas, ao se encontrar alguém que entende seu poder sobre o dependente e aprende a manipular as relações. Nesses casos, o jogo emocional vai provocando o comparecimento da tristeza, desenvolvendo-se a incapacidade de crescimento do dependente, mantido sob cuidados tóxicos, considerando sua existência desprezível. Quando a dependência passa a ser um tema na clínica, ela exige um trabalho cuidadoso, num percurso para desvencilhar-se desse sofrimento e ver-se implicado nas soluções dos próprios problemas.

Dr. João Palma Filho
Psicólogo – CRP 146.528
Matéria publicada no jornal Regional News, edição n°1587

Total Page Visits: 103 - Today Page Visits: 1
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
YouTube
Instagram
Open chat
1
Olá! Agradecemos por estar aqui. Como podemos te ajudar?