Reconhecem-me, logo existo!

Há quem se submeta a uma ou mais pessoas para atender à frequente necessidade de reconhecimento. Na contemporaneidade, isso pode ser mais facilmente observável, em razão da amplitude das redes sociais na vida das pessoas. Essa necessidade decorre de um processo complexo. Como todo processo, isso foi sendo repetido, retroalimentando-se ao longo do tempo e, na medida que atendeu essa carência, isso foi fortalecendo essa demanda para si mesmo.

Nesses casos, nos momentos em que as pessoas se encontram em crise emocional, geralmente aumenta essa necessidade de reconhecimento. Fazendo uma analogia, é como se a pessoa abrisse uma estrada, passando a transitar pelo caminho aberto e, diante da necessidade de escolher um percurso, em razão de se sentir insegura, qual caminho que irá buscar para seguir? Justamente aquele que está acostumada e pareceu-lhe oferecer segurança, quanto aos resultados.

Então, geralmente chega na clínica alguém angustiado em virtude de outra pessoa, ou grupo de pessoas, não corresponderem às expectativas de reconhecimento. Todavia, ao longo das sessões verifica-se que a causa do sofrimento é a necessidade de reconhecimento e, portanto, a questão está situada no mundo interno.

Dr. João Palma Filho
Psicólogo – CRP 146.528
Matéria publicada no jornal Regional News, edição n°1586

Total Page Visits: 144 - Today Page Visits: 1
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
YouTube
Instagram
Open chat
1
Olá! Agradecemos por estar aqui. Como podemos te ajudar?