Expectativa e frustração

A psicanálise entende que as expectativas integram a constituição do sujeito desde os primórdios da infância. Um bebê as possui desde os primeiros meses de vida e têm a ver com o recebimento do alimento, por exemplo. O problema não é tê-las, mas distanciá-las da realidade a ponto de gerar sofrimento.

No caso do diagnóstico de uma doença como o câncer, o sujeito passa por um impacto inicial, entretanto, a expectativa de cura o move para os cuidados da medicina. Todavia, ele pode ter expectativa de que um medicamento secreto, desconhecido da ciência irá salvá-lo.
Nesse caso, ele nega um dado importante da realidade, gerando frustração.

Portanto, as expectativas exigem um cuidado especial na clínica.

Dr. João Palma Filho
Psicólogo – CRP 146.528
Publicado no jornal Fala Regional, edição n° 07

Total Page Visits: 681 - Today Page Visits: 1
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
YouTube
Instagram
Open chat
1
Olá! Agradecemos por estar aqui. Como podemos te ajudar?